A carregar...

VISITAS ORIENTADAS TEMÁTICAS


VISITAS ORIENTADAS TEMÁTICAS

Sextas | 19.00 às 20.00 | €6,50 | Participantes mín.6, máx.25 | Maiores de 16 anos [crianças a partir dos 7 anos acompanhadas por um adulto ]



28 Outubro
QUE CHINA A DE CAMILO PESSANHA?
Com Ricardo Mendes

No ano em que se assinalam 90 anos sobre a morte de Camilo Pessanha (1867- 1926), convidamos a conhecer - através de uma visita orientada ao núcleo de Camilo Pessanha da exposição Presença Portuguesa na Ásia – um pouco mais sobre aquele que é considerado um dos poetas mais importantes da língua portuguesa.

Camilo Pessanha chega a Macau no ano de 1894. Nessa cidade haverá de sentir os efeitos das mudanças sociais e políticas que a China atravessa. É neste contexto que inicia a sua colecção. Na verdade, o fascínio que o poeta nutre pela civilização chinesa manifestar-se-á nos objectos que virá a adquirir. No fim, é a Coimbra, sua cidade natal, que deixa a colecção. Assim, provenientes do Museu Nacional Machado de Castro (Coimbra) surgem, em depósito, no Museu do Oriente, alguns exemplares do que coleccionou.

Inscrições até 24 Out.



25 Novembro
A ÓPERA CHINESA: UM TESOURO NACIONAL
Com Raquel Martins

Combinando a melodia dos instrumentos tradicionais chineses, canto, dança, acrobacias e artes marciais, a ópera chinesa distingue-se ainda pela caracterização única das suas personagens e pela riqueza do seu repertório. De entre os diferentes tipos de óperas chinesas destaca-se a ópera de Pequim - reconhecida pela UNESCO, em 2010, como Património Cultural Intangível da Humanidade.

Inscrições até 21 Nov.



2 Dezembro
ÓPERA EXORCISTA: NUO E DIXI
Com Susana Domingues

A ópera Nuo é umas das formas de ópera mais populares do Sul da China, constituindo uma actuação ritual intrínseca à cultura da religião Nuo. Esta ópera singular é caracterizada pelo uso de máscaras com aspecto feroz, consideradas um tesouro da arte popular chinesa, com o objectivo defastar energias maléficas e pedir bençãos aos deuses através de danças e canções

Inscrições até 28 Nov.


 
9 Dezembro
DICIONÁRIO DE CORES NA ÓPERA CHINESA
 Com Rita Azevedo

A Ópera de Pequim difere, em muito, da ópera ocidental, designadamente, na extrema importância da cor em cena, desde o vestuário à maquilhagem. As cores do guarda-roupa determinam a caracterização social das personagens, além dos múltiplos adornos. A maquilhagem assume também um papel fulcral na caracterização minuciosa da personalidade do personagem, fazendo antever a sua personalidade.

Inscrições até 7 Nov.



16 Dezembro
OS QUATRO TIPOS DE PERSONAGENS DA ÓPERA DE PEQUIM
Com Susana Mendonça

Na Ópera de Pequim, os figurinos, as pinturas faciais e a caracterização dos actores são importantes elementos para o reconhecimento do perfil das personagens que se dividem em 4 tipos: Sheng (papel masculino), Dan (papel feminino), Jing (papel masculino com a cara pintada) e Chou (papel de palhaço masculino).

Inscrições até 12 Dez



30 Dezembro
OS ENREDOS DA ÓPERA DE PEQUIM
Com Duarte Lázaro

Tendo surgido a partir de óperas tradicionais chinesas, a Ópera de Pequim, tem um rico repertório baseado em histórias tradicionais e romances históricos.

Inscrições até 26 Dez

Ficha de Inscrição Serviço Educativo

 Nome dos participantes

 Idade dos Participantes

 Responsável
 pelos participantes
 (se menores de 18 anos)

 Actividade pretendida

 Data da actividade pretendida

 Morada
 Localidade
 Código Postal

 Nome e Nº de Contribuinte
(para efeitos de facturação)

 Tel.
 E-Mail
 Profissão


Pagamento

Cheque nº     Banco   Montante 

O pagamento deverá ser efectuado por cheque emitido à ordem da Fundação Oriente (enviado para Museu do Oriente Rua Brasília, Doca de Alcântara Norte 1350-362 Lisboa)

 

Transferência bancária para a seguinte conta (por favor, enviar comprovativo)

NOVO BANCO
IBAN: PT50 000700000045279037523
BIC: BESCPTPL