A carregar...

ÓPERA CHINESA

ESPECTÁCULO PELA COMPANHIA DE ÓPERA DE SICHUAN

ÓPERA CHINESA

25 e 26 Novembro | Auditório | 21.30 | €12,00

Considerada um dos tesouros culturais da China, a ópera de Sichuan tem raízes nas províncias do sudoeste da China, incluindo Sichuan, Yunnan e Guizhou.


Mistura de actuação dramática e musical, a ópera de Sichuan remonta ao início da dinastia Qing (1644 – 1912) e sintetiza elementos de cinco estilos operáticos históricos, distintos entre si quer pelas melodias, quer pela assimilação de influências regionais.


Trata-se de um espectáculo intenso e surpreendente, pois as actuações podem incluir, para além de representação, música e canto, acrobacias, elementos de artes marciais, luta com espadas, tuhuo ou cuspir fogo, manipulação de marionetas (mu'ouxi) ou marionetas de sombras (shouying), a dança acrobática do ‘rolar das lanternas’ (gundeng), ou os singulares ‘mudança de rosto’ (bianlian) ou a ‘mudança de barbas’. Estes últimos, recursos dramáticos utilizados para exteriorizar a psicologia das personagens, são considerados verdadeiras artes, cuja aprendizagem e prática permanecem restritas e zelosamente guardada por alguns mestres.  
Perante o olhar incrédulo do público, o actor muda – literalmente - de cara, passando, por exemplo, de um rosto maquilhado a branco a um feroz tom vermelho (indicador de ira). Da mesma forma, a mudança de barba denota uma transformação na personagem e, por conseguinte, uma nova peripécia ou reviravolta na história. Altamente codificados, os adereços e cores utilizados têm um significado especial no âmbito da história contada.
Obedecendo a uma fórmula tradicional e sistematizada, a acção progride através da combinação destes recursos cénicos de grande impacto e efeito dramático. O acompanhamento musical é feito por um pequeno gongo e um muqin, instrumento de cordas, ambos tradicionais.
O repertório da ópera de Sichuan – comum a toda a ópera chinesa aliás –  é vasto e heterogéneo, entre histórias de amor, comédias, fábulas moralistas e de costumes e as grandes peças históricas e mitos fundadores da China. Apesar dos impressionantes trajes e adereços como barbas, toucados, máscaras ou armas, a ópera de Sichuan é, em primeiro lugar, um espectáculo de actores, cuja panóplia de técnicas e talentos inclui canto, acrobacia, mímica, dança bem como a preparação da sua própria maquilhagem.
No início do século XX, a ópera de Sichuan conheceu um período de florescimento, que ganhou redobrado fulgor nas últimas quatro décadas. Hoje, a ópera de Sichuan é uma verdadeira embaixada cultural da China, síntese de técnicas e artes milenares, e de um repositório de narrativas fundadoras da sua identidade.

O programa apresentado pela Companhia de Ópera de Sichuan compreende seis histórias representativas das características deste estilo performativo, incluindo uma história de vingança entre guerreiros, uma história de amor marcada pela impressionante ‘mudança de barbas’, uma comédia com palhaços, contorcionismo e a dança acrobática do ‘rolar da lanterna’ e um conto sobrenatural com espíritos cuspidores de fogo.


Duração | 90’, sem intervalo
Preço | € 12,00 [descontos em vigor]