A carregar...

CINEMA MACAU. PASSADO E PRESENTE

CICLO DE CINEMA DE MACAU

CINEMA MACAU. PASSADO E PRESENTE

7 Janeiro a 26 Fevereiro | Auditório | 17.00 | Gratuito*
Coordenação e apresentação de Maria do Carmo Piçarra

“Cinema Macau. Passado e presente” desvenda a pluralidade de olhares sobre Macau durante o século XX bem como após a transição para a administração do território pela China.
Neste ciclo, com a curadoria da jornalista e crítica de cinema Maria do Carmo Piçarra, são revelados filmes do Arquivo Nacional de Imagens em Movimento (ANIM), da  Rádio e Televisão de Portugal (RTP) e do Centro de Audiovisuais do Exército (CAVE).
Em sete sessões temáticas, entre 7 de Janeiro  e 18 de Fevereiro, a programação começará por revelar a percepção, durante o Estado Novo, de realizadores portugueses – tanto amadores (Antunes Amor) como profissionais que serviram a propaganda (Ricardo Malheiro) – sobre Macau, contrapondo imagens fixadas por cineastas estrangeiros ao serviço do regime, como Miguel Spiguel e Jean Leduc. Mostra também como Manuel Faria de Almeida, um dos fundadores do Novo Cinema português que, posteriormente, ajudou a criar a Televisão de Macau, antecipou as angústias dos residentes no território com a perspectiva da transição da soberania.
Em contracampo a estas visões, apresenta-se a visão contemporânea de jornalistas e das novas gerações de realizadores portugueses, que viveram ou visitaram (Guerra da Mata / João Pedro Rodrigues) ou vivem (Ivo Ferreira) no território, e o de uma realizadora sérvia (Nevena Desivojevic), que filmou, em Lisboa, a rememoração de um aspecto da vivência em Macau. O ciclo integra ainda investigações filmadas, assinadas por jovens jornalistas portugueses (Filipa Queiroz e Hélder Beja), que relevam traços da presença portuguesa durante o século XX.
“Cinema Macau” fixa, finalmente, as inquietações, aspirações e a sensibilidade da primeira geração de realizadores de Macau. Recorrendo a linguagens que vão do ensaio visual à animação, e usando sobretudo o formato da curta-metragem, os novos filmes feitos em Macau, entre outros, por Albert Chu, Leong Kin, Cobi Lou, Hong Heng Fai, Cheong Kin Man e Tracy Choi – de quem será apresentada também a longa-metragem “Irmãs” (Sisterhood) – reflectem as mudanças na paisagem, física e humana. Aqui, os vestígios coloniais servem um certo onirismo e nostalgia, e evidenciam o paralelismo entre o crescimento da ilha e a multiplicação das imagens desta – e do mundo – numa sociedade de ecrãs.


7 JANEIRO | ‘JÓIA DO ORIENTE’ NA PROPAGANDA DO ESTADO NOVO
Apresentação por Maria do Carmo Piçarra
Macau - Cidade progressiva e monumental (6’), M. Antunes Amor, 1935
Macau: Cidade do nome de Deus (10’), Ricardo Malheiro, 1952
A viagem de Sua Excelência o ministro do Ultramar ao Oriente 3 - Macau (19’), Ricardo Malheiro, 1953
Macau, jóia do Oriente (14’), Miguel Spiguel, 1956
Macau (16’), CAVE, 1960

13 JANEIRO | HERANÇA PORTUGUESA E TRANSIÇÃO VISTOS PELA TELEVISÃO
Com a presença de Manuel Faria de Almeida, moderação de Maria do Carmo Piçarra
O regresso (52’), Manuel Faria de Almeida, 1988

21 DE JANEIRO | PERSONAGEM MISTERIOSA NA FICÇÃO CINEMATOGRÁFICA PORTUGUESA CONTEMPORÂNEA
Com a presença de Nuno Carvalho (sobre o som de A última vez que vi Macau)
O estrangeiro (18’) Ivo M. Ferreira, 2010
A última vez que vi Macau (82’), João Pedro Rodrigues/ João Rui Guerra da Mata, 2012

28 DE JANEIRO | PASSADO E PRESENTE DOCUMENTADO POR JORNALISTAS PORTUGUESES
Com a presença de Filipa Queiroz
Once upon a time in Ka Ho (31’), Hélder Beja, 2012 (legendado em inglês)
Boat people (32’), Filipa Queiroz, 2016 (legendado em português)

4 DE FEVEREIRO | HISTÓRIAS DE MACAU I
Com a presença de Cheong Kin Man
Macau de Ah Ming (32’) Albert Chu, 1996
Leno (13’) Leong Kin/Cobi Lou, 2016
Crash (22’), Hong Heng Fai, 2016
Uma ficção inútil (31’), Cheong Kin Man, 2016
Filmes legendados em inglês

10 DE FEVEREIRO | HISTÓRIAS DE MACAU II
Com a presença de Nevena Desivojevic

Projecto miúdos (25’), Io Lou Ian, 2016

Um amigo meu (16’), Tracy Choi, 2013

I repeated – Macau (41’), Penny Lam, 2014
You've never been there (8’), Nevena Desivojevic, 2015

Com excepção do primeiro, todos os filmes são legendados em inglês.

18 DE FEVEREIRO
CONFERÊNCIA | 16.00

«A REPRESENTAÇÃO DE MACAU COLONIAL NO CINEMA DE HOLLYWOOD DURANTE OS ANOS 50»
Por Rui Lopes, investigador do Instituto de História Contemporânea da FCSH da Universidade Nova de Lisboa
 
HISTÓRIAS DE MACAU III | 17.00
Irmãs (97’), Tracy Choi, 2016
Filme legendado em inglês.
 
SESSÕES EM COLABORAÇÃO COM A CINEMATECA PORTUGUESA**
21 FEVEREIRO | 18.30 | Sala Luís de Pina
Macao (81’), Josef von Sternberg, Nicholas Ray
 
23 FEVEREIRO | 18.30 | Sala Luís de Pina
Mayana (20’), de Miguel Spiguel
Macau industries “Macau Knitters” (10´), de Miguel Spiguel
Macau de hoje (10’), de Miguel Spiguel
Le Portugal d’outremer dans le monde d’aujourd’hui (52’), de Jean Leduc
 
26 FEVEREIRO | 18.30 | Sala Luís de Pina
Amor e dedinhos de pé (124’), Luís Filipe Rocha
 
*Entrada livre, mediante levantamento prévio de bilhete no próprio dia
 
** Bilhetes para as sessões da Cinemateca | €3,20

Apoios | ANIM/CP | CAVE | RTP | Turismo de Macau

 

Mais Espectáculos

SOLISTAS DA METROPOLITANA 14 Jan 18 - 24 Mar 18 + INFO
CONCERTO DE SAROD 17 Mar 18 - 18 Mar 18 + INFO
VER TODOS