A carregar...

CLARINETE, TROMPA E PIANO

SOLISTAS DA METROPOLITANA

CLARINETE, TROMPA E PIANO

Domingo | 2 Dezembro | 16.00 | Entrada gratuita

PROGRAMA
  • C. M von Weber | Grand duo concertant, Op. 48
  • R. Schumann | Adagio e Allegro para Trompa e Piano, Op. 70
  • C. Reinecke | Trio para Clarinete,Trompa e Piano, Op. 274

 
Jorge Camacho [clarinete], Jérôme Arnouf [trompa], Savka Konjikusic [piano]

 

Independentemente da separação entre palco e plateia, ou do estatuto patrimonial das obras tocadas, a música de câmara continua a proporcionar momentos de privilégio para aqueles que gostam de apreciar os detalhes que marcam a diferença. Assim, este programa oferece-nos a oportunidade de conhecer de perto as inconfundíveis assinaturas do clarinete e da trompa, para lá dos recursos pianísticos de três compositores para quem esse instrumento não escondia segredos. O Grand duo concertant confirma o fascínio que Carl Maria von Weber teve pelo clarinete no início da sua carreira, na sequência de dois fantásticos concertos. O próprio estreou o segundo e terceiro andamentos em 1815 em Munique, ao lado do clarinetista Heinrich Bärmann, tendo o Allegro con fuoco sido acrescentado alguns meses mais tarde. Por sua vez, Robert Schumann explorou no Adagio e Allegro todas as capacidades do novo sistema de válvulas introduzido na trompa três décadas mais tarde, facilitando a vida dos músicos na obtenção de cada uma das notas da escala. O sucesso desta peça levou-o a compor a Peça de Concerto para Quatro Trompas e Orquestra Op. 86 nesse mesmo ano de 1849. Por fim, é interpretado um trio para clarinete, trompa e piano escrito por Carl Reinecke em 1905, quando já contava mais de oitenta anos de idade. Hoje bastante esquecido, Reinecke foi um dos mais notáveis pianistas da segunda metade do século XIX e um maestro, professor e compositor amplamente respeitado. Esta obra demonstra uma experiência de vida acumulada, com referências do repertório camerístico oitocentista afins à disposição introspetiva de Brahms, mas também às páginas mais fantasiosas de Schumann.


M/6 anos
Entrada gratuita, sujeita ao levantamento do bilhete no próprio dia


Foto: © Pedro Proença