Imprimir    

UMA TAÇA PARA UM CHÁ

WORKSHOP

UMA TAÇA PARA UM CHÁ

15, 16, 17 e 23 Março
com Rute Marcão
Sexta | 15 Março | 18.30 às 21.30
Sábado | 16 Março | 10.00 às 12.30 e 14.00 às 17.00
Domingo | 17 Março 10.00 às 12.30
Sábado | 23 Março |10.00 às 12.30 e 14.00 às 16.00

Público-alvo | interessados por cerâmica com ou sem experiência, maiores de 16 anos | Participantes mín. e máx. 8
Preço | €160

No Japão, o ceramista é o criador de forma única e especial de cada taça feita em barro. Numa cerimónia tradicional e altamente ritualizada, essa taça recebe a bebida mais apreciada no Oriente, o chá. Na cidade de Quioto, a família Raku desenvolveu a técnica de cerâmica que os seus familiares trouxeram da Coreia e que perdura até aos nossos tempos. 
Neste workshop pretende-se criar taças de chás recorrendo à técnica de modelação da cerâmica Raku, mas com uma cozedura de vidrados distinta, em forno eléctrico.
Ao cabo de 4 sessões, os participantes terão quatro chávenas de chá diferentes. Feitas segundo a tradição japonesa, as taças refletem a mestria, empenho e imaginação do seu criador, num processo que produz sempre resultados singulares.

PROGRAMA

1

  1.  Breve apresentação da produção cerâmica japonesa.
  2. Observação de taças de chá e demonstração dos diferentes momentos da técnica Raku na conformação das taças de chá.
  3. Demonstração de exemplos da técnica de cozedura Raku, Oriental e Ocidental.

2

  1. Preparação do barro e da mesa de trabalho, conhecimento dos instrumentos e introdução à técnica de conformação.
  2. Modelação das taças de chá, uma para utilização no período do verão e outra para o período do inverno.
  3.  Preparação das peças para secagem e posterior cozedura de chacota.
3
  1. Introdução à paleta cromática dos vidrados disponíveis e às diferentes técnicas de pintura/vidragem das taças.
  2. Utilização de técnicas diferentes de vidragem e pintura das taças de chá realizadas por cada participante.

Entrega das chávenas após a cozedura final de alto fogo.

Rute Marcão licenciou-se em Artes Plásticas-Pintura pela Escola Superior de Belas Artes do Porto. Ao abrigo de uma bolsa da Fundação Oriente realizou uma pós-graduação em Cerâmica na Universidade de Seika em Quioto, Japão, tendo ainda obtido uma bolsa de curta duração para visitar os ateliers de ceramistas em Seto, também no Japão.

 

Fechar