A carregar...

CONCERTO DE ANO NOVO PELA JOVEM ORQUESTRA PORTUGUESA


CONCERTO DE ANO NOVO PELA JOVEM ORQUESTRA PORTUGUESA

Sábado | 5 de Janeiro  | Auditório | 19.00 | €€ 10 (descontos em vigor)

Direcção | Maestro Pedro Carneiro

PROGRAMA
Toshio Hosokawa | Meditation. to the victims of the Tsumani (3.11)
Johannes Brahms | Sinfonia No. 1 em Dó menor, op. 68

Meditation é a resposta do compositor japonês Toshio Hosokawa à tragédia de 11 de Março de 2011. Profundamente influenciada pelo budismo Zen, a obra (em várias secções contínuas) pede-nos uma reflexão em forma de narrativa sonora, sobre a força da natureza, a humildade e o respeito. É dedicada às vítimas desta catástrofe natural. O compositor alemão Johannes Brahms (1833-1897) apresenta-nos das mais belas páginas do romantismo, com uma escrita arrebatadora numa viagem das trevas para a triunfo. Fruto de um trabalho árduo de duas décadas, a sua primeira sinfonia é igualmente um exercício de libertação das pegadas do seu antecessor, Beethoven.

JOVEM ORQUESTRA PORTUGUESA
A Jovem Orquestra Portuguesa é uma iniciativa da Orquestra de Câmara Portuguesa, lançada em 2010 pelo seu director artístico, o maestro e solista Pedro Carneiro, em conjunto com a equipa da OCP e o apoio da Linklaters. É dedicada aos jovens músicos de todo o país entre os 14 e os 24 anos, selecionados pela sua excelência, talento e potencial. Estes jovens são formados pelo director artístico, músicos OCP e ensaiadores convidados.
A JOP ingressou na Federação Europeia de Jovens Orquestras Nacionais em 2013, na Assembleia Geral realizada em Bucareste, e em 2015 acolheu esta reunião em Lisboa, realizada na Biblioteca Nacional com o apoio institucional da DGArtes.
Desde então, realizaram-se inúmeros intercâmbios entre os membros da JOP e das orquestras congéneres, de Áustria, Espanha, França, Itália, Irlanda, Roménia e Finlândia, ao abrigo do programa MusXchange – financiado pela União Europeia.
A JOP é presença assídua nos Dias da Música em Belém, e internacionalizou-se em 2014 no Festival de Kassel, apresentando a estreia internacional de Greetings, do compositor João Madureira, a par da Sinfonia n.º 4 de Schumann e da Sinfonia n.º 6 de Tchaikovsky. No ano seguinte, a JOP regressou a Kassel, mas esteve também em Berlim, onde se estreou no mais importante festival mundial de jovens orquestras, o Festival Young Euro Classic, na mítica Konzerthaus. Além da Sagração da Primavera de Stravinsky e da Sinfonia Concertante de Mozart, com os solistas Pedro Lopes (violino) e Ricardo Gaspar (viola), a JOP encomendou para estreia mundial uma criação do jovem compositor português Pedro Lima Soares: Once Again - Eternal Goodbyes.

Em 2016, a JOP  viajou até à Roménia, apresentando-se no Ateneu Romeno de Bucareste, no Festival „Vara magica”; e no Casino de Sinaia, no Festival „Enescu and the music world”. A recepção foi extraordinária, tanto da crítica como do público, como já sucedera nos anos anteriores em Kassel e em Berlim.
Depois de em 2015 a JOP se ter estreado no Festival Young Euro Classic, voltou em 2017, proporcionando nova estreia mundial, desta vez da jovem compositora Mariana Vieira, que saiu vencedora do prémio de composição do festival, com Raiz (encomenda JOP-OCP) Concerto para Oboé, Clarinete, Tuba, Harpa, Contrabaixo, Marimba e Orquestra.
O concerto da JOP foi gravado para posterior transmissão, pela Deutschlandfunk Kultur, assim como pela Antena 2, nos passados dias 20 e 22 de junho.
O Festival Young Euro Classic, é um dos mais prestigiantes festivais de jovens orquestras do mundo, onde a JOP vai regressar, assim como, aos festivais "Vara magica" e "Enescu and the music world".

Direção Executiva Alexandre Dias | Direção de Projetos e Inovação Teresa Simas | Produção Madalena Branco

Duração | 60’, sem intervalo


ESPECTÁCULOS