A carregar...

MACAO 20 YEARS

Nov 5 to Dec 19 | Free admission program

MACAO 20 YEARS

5 Novembro a 19 Dezembro | Gratuito
PROGRAMA MACAU 20 ANOS
Por ocasião do 20º aniversário da transferência de Administração de Macau para a China.

LITERATURAS DE MACAU PÓS-1999
Jornada Literária
Terça | 5 Novembro | 14.30 às 19.00

Escritores e críticos reúnem-se para conversar sobre as literaturas de Macau pós-1999 e sua complexidade, em paralelo com leituras evocativas dos imaginários dessas literaturas e seus autores (de línguas portuguesa, inglesa e chinesa), em prosa e poesia.

Com intervenções de Ana Paula Laborinho, Carlos Morais José, Fernanda Dias, Fernanda Gil Costa, Gustavo Infante, Jorge Arrimar e Rosa Vieira de Almeida.

Coorganização Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa | Apoio Instituto Confúcio.
Entrada gratuita, sujeita a inscrição



MACAU 20 ANOS DEPOIS
Testemunhos e perceções da matriz lusófona sobre o contexto da RAEM-Presente e futuro
Projecção da longa metragem de Carlos Fraga
Sexta | 29 Novembro | Auditório | 18.00
Duração ?', sem intervalo
Entrada gratuita, mediante levantamento do bilhete no próprio dia



IDENTIDADE MACAENSE: QUE FUTURO?
Mesa redonda
Sexta | 6 Dezembro | 18.00 às 19.30 

Ao cabo de 20 anos sobre a constituição da RAEM (Região Administrativa e Especial de Macau), a República Popular da China vai impondo mudanças e dinâmicas que se cristalizaram. A comunidade macaense, por sua vez, continua activa, viva e presente, marcando a dimensão dos seus traços identitário pelas iniciativas e posicionamento que vai assumindo.
Este debate propõe contribuir para equacionar as reflexões e os pontos de vista que a “comunidade” macaense vai expressando sobre o seu futuro.

Coordenação Carlos Piteira | Moderação Maria Valente | Intervenientes  Mário Santos, Manuel Rodrigues, Joaquim Ng Pereira, Celina de Oliveira, Marisa Gaspar
Apoio LivreMeio
Entrada gratuita, sujeita a inscrição



O SOM DO BAMBU + CIDADE ECRÃ
Sessão de cinema
Domingo | 8 Dezembro | Auditório | 17.00
Exibição dos filmes O Som do Bambu, de Javier Martinez (legendado em PT) + Cidade Ecrã, de Rui Filipe Torres (legendado em EN).

O SOM DO BAMBU [2018]
de Javier Martinez

O bambu tem sido durante muito tempo o símbolo do carácter chinês. O bambu é flexível, curva-se com o vento mas nunca se quebra e as suas raízes são extremadamente fortes. A milenária cultura chinesa é, como as raízes do bambu, a base para que a diáspora chinesa mantenha a essência da sua identidade. Mesmo a milhares de quilómetros do seu lugar de origem o povo chinês consegue resistir ao vento sem quebrar-se.


Realização e produção Javier Martínez  | Montagem João Dias | Direcção de fotografia Mário Castanheira (e operador de Câmara principal) | Com Dinis Ka Chon de Carvalho Chan

CIDADE ECRÃ / filme ensaio
de Rui Filipe Torres

Cinema e Identidade no tempo da cidade ecrã.  É o cinema importante na construção da cidade criativa e nas relações de Portugal com Macau?
Rodado em Macau em Janeiro e Fevereiro de 2018, com o apoio da Fundação Oriente através da atribuição de uma bolsa de curta duração.


Argumento, Realização, Fotografia, Montagem, Produção  Rui Filipe Torres |  
Com Carlos Morais José, João Sales Marques, Rui Leão, José Drumond, João Laurentino Neves, Rui Filipe Torres
Duração 47' + 40', sem intervalo
Entrada gratuita, mediante levantamento prévio de bilhete no próprio dia



MACAU/RAEM 20 ANOS/20 POEMAS/20 CANÇÕES
Espectáculo com Duo A Outra Banda e Amigos
Sexta | 13 Dezembro | Auditório | 18.00
Um espectáculo que celebra os afectos e as memórias que unem portugueses e macaenses em torno da terra que continuam a adoptar como sua, e da singularidade que esta oferece a quem nela vive ou a visita. 

PROGRAMA | TEMAS E POEMAS A CELEBRAR

As memórias do Quotidiano

  • Mahjong (Mª Rosário Almeida/Musica João Azeredo)
  • Jardins calígrafos (Fernanda Dias/Musica João Gomes)
  • Macau 22horas (Estima de Oliveira/Musica João Azeredo)
  • Tai-kek (Estima de Oliveira/Musica Carlos Piteira)
  • Chinesinha de Cantão (Josué da Silva/Musica Nuno Ramos)
  • O Homem do Riquexó (J. Silveira Machado/Musica Jaime Mota)
  • Bebendo a noite em Macau (João Azeredo/Musica Carlos Piteira)

As Festividades
  • Barcos Dragão (Jorge Arrimar/Musica Carlos Piteira)
  • Festa da Lua (Jorge Arrimar/Musica J. Azeredo)
  • O Bonzo, o macaco e o porco (Leonel Alves/Musica Jaime Mota)
  • Cemitério chinês da Taipa (A. Couto Viana/Musica João Gomes)

As Saudades da terra
  • Viola Chinesa (Camilo Pessanha/Musica Nuno Ramos)
  • Tancareira (Leonel Alves/Musica Carlos Piteira)
  • Ponte 1/Nobre de Carvalho (João Azeredo/Musica João Azeredo)
  •  Hac-Sá (Praia) (António Menano/Musica Jaime Mota)
  •  Casas de ópio  (Mº Anna Tagmanini/Musica Nuno Ramos)
  • Saudades (Jorge Arrimar/Musica Tomás Deus)

O Patuá macaense
  • Lenga lenga (J. Santos Ferreira (Adé)/Musica J. Mota/C.Piteira)
  • Macau antigo/Macau modernado (J. Santos Ferreira (Adé)/Musica João Azeredo)
  • Bastiana (Tradicional)

Duração 90', sem intervalo
Entrada gratuita, mediante levantamento prévio de bilhete no próprio dia do espectáculo

Ficha técnica e artística
Duo A Outra Banda (Carlos Piteira e Jaime Mota) | Jorge Arrimar e Isabel Braga | Nuno Silveira Ramos | Leonor Arrimar | Rita Freitas, Xana Piteira, Andreia Rodrigues e David Rodrigues
Produção áudio-visual José Piteira | Colaboração Produtora LivreMeio | Apoios Instituto do Oriente e Editora Tradisom




TRIBUTO A MACAU 2 
Concerto por Trio Sunny Side Up
Quinta | 19 Dezembro | Auditório | 21.00


Trio Sunny Side Up Felipe Fontenelle (voz e baixo), Tomás Ramos de Deus (voz e guitarra acústica) e Miguel Andrade (guitarra e coros)

Duração 90’, sem intervalo
Entrada gratuita, mediante levantamento do bilhete no próprio dia